Planilha ods – O guia definitivo!

planilha ods - o guia definitivo
0 Flares Facebook 0 Google+ 0 LinkedIn 0 0 Flares ×

Na sua frente encontra-se o mais completo guia de utilização da planilha ods existente no mercado nacional. Com este guia você conseguirá prestar serviços de Georreferenciamento de imóveis Rurais com mais segurança. 

Antes de irmos ao guia propriamente dito deixe-me te indicar outros 2 artigos sobre georreferenciamento de imóveis rurais. São eles:

Georreferenciamento de imóveis: Descubra quais são as 4 simples etapas!

> Georreferenciamento de imóveis Rurais – 2 dicas que farão sua produtividade decolar!

 

 

Resumo do artigo

Parte 1 – Baixando e configurando o libreoffice
Parte 2 – Instalação da extensão SIGEF no LibreOfice 
Parte 3 – SIGEF – Aba identificação 
– Seção Identificação do serviço de Georreferenciamento
– Seção identificação do detentor 
– Seção identificação da área
Parte 4 – Planilha ODS – Aba perímetro
Parte 5 – Validação da planilha 
Utilização de softwares em processo de Georreferenciamento

Parte 1 – Baixando e configurando o libreoffice

Para baixar o libreoffice você precisará acessar o seguinte link: https://pt-br.libreoffice.org/

Na página que se abriu clique no botão verde “Baixe já”.

planilha ods baixando o libreoffice

Feito isso é só clicar no botão verde “baixar a versão 5.4.3” ou a versão que for a mais recente.

baixar planilha ods

Automaticamente vai se abrir um menu flutuante perguntando onde você deseja salvar o LibreOffice.

planilha ods - salvando libreoffice

Vai demorar alguns minutos para que o libreOffice seja baixado. Após isso acontecer acesse a pasta na qual salvou o mesmo.

Enquanto que o mesmo é baixado você pode baixar a planilha eletrônica ods configurada para o SIGEF e a extensão de validação do SIGEF. Para isso acesse o site do SIGEF: https://sigef.incra.gov.br/

A planilha eletrônica está na guia documentos. Clique na mesma e baixe ela.

planilha ods - extensão sigef

A partir do site do SIGEF você também terá que baixar a “extensão SIGEF”. Clique na mesma e baixe ela.

planilha ods modelo oxt

Instalação do libreOffice

Uma vez que você tenha baixado o libreOffice, o modelo de planilha ods e a extensão do SIGEF chegou a hora de instalarmos o libreOffice. Para isso acesse a pasta na qual você baixou o mesmo e abra-o.

È super simples de instalar o mesmo. Veja os detalhes nas imagens abaixo:

instalação da planilha ods

instalação da planilha ods passo 2

instalação da planilha ods passo 3

Uma vez terminada a instalação é só clicar em concluir.

instalação da planilha ods passo 4

Feito isso o libreOffice estará instalado em seu computador.

O próximo passo é instalar a extensão do SIGEF na planilha ods. Se você acessar a pasta na qual salvou o modelo de planilha ods que baixou a partir do site do SIGEF perceberá que a mesma pode ser aberta com o libreOffice. Veja o detalhe na figura abaixo.

extensão do sigef para a planilha ods

Abra a planilha ods, a mesma possui 3 abas ativas, a primeira é a identificação.

Instalação da extensão do sigef na planilha ods

A segunda aba é a perímetro_1

planilha ods guia perimetro_1

Já a terceira (sobre) traz apenas uma série de informações a respeito da planilha ods e o link de acesso ao SIGEF. A mesma não será utilizada.

Parte 2 – Instalação da extensão SIGEF no LibreOfice

A instalação da extensão do SIGEF é necessária porque será através da mesma que iremos fazer a validação da planilha ods. Isso é muito importante porque se existir algum erro grosseiro na planilha ods o processo de validação acusará o mesmo.

Ressalto que a validação identifica apenas erros grosseiros, quanto a acurácia e veracidade das informações contidas na planilha ods, isso é de total responsabilidade sua.

Para instalar a extensão do SIGEF, abra o LibreOffice e vá em “Ferramentas” ▸ “Gerenciador de extensão…

gerenciador de extensões do libreoffice

Na tela do Gerenciador de extensão, clique no botão “Adicionar…

adicionando extensão da planilha ods ao libreoffice

Será aberta a tela Adicionar extensão(ões) através da qual você poderá localizar o arquivo da extensão SIGEF e instalar o mesmo. Para isso encontre o mesmo, selecione ele e clique em abrir.

adicionando extensão da planilha ods ao libreoffice parte 2

O próximo passo é a verificação da licença de uso da extensão. Use o botão “Rolar para baixo” para verificar a licença de uso e em seguida clique em Aceitar.

contrato de licença do libreoffice

Com isso a extensão aparecerá na lista de extensões instaladas. É só clicar em fechar.

verificação de extensão do libreoffice

Para que a extensão seja ativada é preciso que você reinicie o LibreOffice. Ao você clicar em fechar o próprio libreOffice vai exibir um menu flutuante perguntando se você deseja reiniciar o mesmo agora ou mais tarde.

menu reiniciar libreoffice

Ao você reiniciar o LibreOffice a extensão já estará disponível para utilização. Perceba através da imagem abaixo que na parte superior da planilha ods aparecerá a guia referente ao sigef, isso significa que e a extensão do SIGEF foi adicionada com sucesso.

guia sigef no libreoffice

A partir de agora vamos estudar detalhadamente as abas da planilha ods.

Parte 3 – SIGEF – Aba identificação

A planilha “identificação” é dividida em 3 seções sendo que na mesma você deve informar uma série de dados cadastrais.

As 3 seções da planilha identificação são as seguintes:

– Identificação do serviço de Georreferenciamento

– Identificação do detentor

– Identificação da área.

aba identificação na planilha ods

Vamos entender melhor cada uma das seções.

Seção Identificação do serviço de Georreferenciamento

Na seção “Identificação do serviço de Georreferenciamento” você terá que escolher a natureza do serviço. Existem basicamente 2 opções. São elas:

– Serviço particular

– Contrato com administração pública.

Perceba que o serviço ou pertence a uma pessoa física ou a uma empresa sendo caracterizado em ambos os casos como “particular”.

Além disso, o mesmo pode pertencer a um órgão público o que caracterizará o mesmo como um “Contrato com administração pública”.

Seção identificação do detentor

A segunda seção da aba perímetro é a “identificação do detentor”. Nesta seção você terá que preencher 3 campos. São eles:

– Tipo pessoa

– Nome

– CPF

Em tipo de pessoa escolha se é “física” ou “jurídica“, ou seja, se o serviço está sendo prestado para uma pessoa ou para uma empresa.

planilha ods - escolha do tipo de pessoa

Quanto as opções nome e CPF, os mesmos não possuem nenhum segredo, é só informar o nome e o CPF do contratante do levantamento.

OBS: Mesmo pessoas jurídicas, ou seja empresas, precisam ter um responsável, normalmente isso fica a cargo do dono ou de um dos diretores da empresa. Nestes casos, você você deve informar os dados desta pessoa.

Seção identificação da área

seção identificação

Esta seção possui 7 campos. O campo “denominação” refere-se ao nome da propriedade.

Ressalta-se que toda propriedade precisa ter um nome, caso a mesma ainda não tenha um nome converse com o dono dela e peça para ele escolher um nome.

O segundo campo “situação” refere-se a situação do imóvel. O mesmo possui 3 opções. São elas:

– Imóvel registrado

Área titulada não registrada

– Área não registrada

planilha ods - campo identificação

Você deve escolher a opção “imóvel registrado” quando o mesmo possui matricula ou transcrição em um registro público de imóveis (popular cartório de registro de imóveis).

Quanto a segunda opção, “área titulada não registrada”, você deve escolher a mesma quando o imóvel foi objeto de titulação, porem ainda não está inscrito no registro de imóveis. Na prática isso significa que a área possui um registro em uma matricula, mas não possui matricula ou transcrição própria, está como uma área dentro de uma área maior.

Já a terceira opção, “área não titulada” deve ser escolhida quando a área for de posse e não de propriedade do seu cliente. O que significa que ele usa a terra porem não comprou a mesma, ou caso tenha comprado, não registrou ela. A escolha dessa opção é muito comum em processos de usucapião.

O terceiro campo, “natureza da área” também possui uma série de classificações. Perceba pela imagem abaixo que o mesmo se auto justifica.

natureza da área

Preenchimento do campo código do imóvel

O quarto campo da seção identificação da área é o “Código do imóvel(SNCR/INCRA)”.

Este código é obtido a partir do INCRA sendo que todo imóvel precisa estar cadastrado no mesmo.

Caso o imóvel ainda não esteja cadastrado você precisará pedir para o dono do mesmo cadastrar ele, o que deve feito a partir do sistema nacional de cadastro rural (SNCR).

Este cadastro é feito pela internet, a partir do site da serpro.gov.br, caso o cliente tenha dificuldades você pode informar pra que o mesmo procure órgãos como a EMATER ou o Sindicato de Trabalhadores Rurais para a obtenção deste cadastro.

Lembrando que um dos documentos necessários em processos de Georreferenciamento de Imóveis Rurais é o CCIR (Certificado de Cadastro de Imóvel Rural).

Além disso, o imóvel precisa estar com o ITR (imposto territorial Rural pago para que o Cartório aceite o processo de Georreferenciamento). o mesmo também não pode ter nenhum tipo de impedimento, pois senão não será possível emitir o “Comprovante de Inscrição e Situação Cadastral – Simplificado”, outro documento necessário em processos de Georreferenciamento.

O quinto campo é o “Código do Cartório (CNS)”. Todo cartório tem um código único que identifica o mesmo. Este número referente ao cadastro nacional de serventia pode ser obtido a partir do site anoreg.org.br no seguinte link:

http://www.anoreg.org.br/index.php?option=com_content&view=article&id=20862&Itemid=193

Obtendo o cadastro nacional de serventia

No mesmo você deve escolher o estado, clicando na sigla do mesmo, a cidade e clicar em pesquisar. Veja os detalhes na figura abaixo:

planilha ods cadastro nacional de servintia

Serão listados os diferentes cns existentes na cidade escolhida com todos os dados dos mesmos. Pegue a partir deste site o CNS do Oficio de Registro de Imóveis de interesse.

planilha ods lista dos cartórios

O sexto campo é o “Matricula” ou “Transcrição”. Neste campo você deve informar o número da matricula ou da transcrição do imóvel.

planilha ods campo matricula

Já o sétimo e último campo é o referente ao município no qual o imóvel pertence.

Parte 4 – Planilha ODS – Aba Perímetro

A tabela perímetro possui os dados Geoespaciais da área Georreferenciada e algumas informações do levantamento. A partir dos dados informados nessa planilha é que posteriormente o SIGEF conseguirá representar em termos geométricos os vértices, o limite e a área da propriedade Georreferenciada.

planilha ods aba perímetro

Perceba que uma propriedade pode ter várias parcelas. Por exemplo, a propriedade pode ser cortada por uma estrada. Como a mesma é um bem público faz-se necessária a geração de 2 Tabelas de Perímetro, uma para cada lado da estrada (parcela).

Você pode renomear as mesmas como perímetro_1 e Perímetro_2, por exemplo.

Veja alguns exemplos de processos de Georreferenciamento e suas tabelas de perímetro.

Exemplo 1 – Parcela com área única

parcela com área única

Exemplo 2 – Parcela com 2 ou mais áreas, caso típico de propriedade cortada por estrada.

parcela com 2 áreas

Exemplo 3 – Parcela com área encravada ou vazio interno.

parcela com vazio interno

Exemplo 4 – Situações combinadas

situações combinadas

Agora que vimos as diferentes situações vamos ver como preencher os campos da “Tabela de Perímetro” nestas diferentes situações.

Preenchimento da aba perímetro

O primeiro campo da tabela de perímetro é o “denominação”. A denominação nada mais é do que um nome que você informa para a parcela como, por exemplo, parcela 1.

Para propriedades cortadas por estradas você deve informar nomes diferentes para cada tabela de Perímetro. Por exemplo: “fazenda da mangueira leste” para a aba Perímetro_1 e “fazenda da mangueira oeste” para a aba Perímetro_2.

exemplo de tabela de perímetro

O segundo campo é o “Parcela número”. No mesmo tome o cuidado de colocar números diferentes caso a propriedade tenha várias parcelas. Por exemplo: 001 na parcela da tabela Perímetro_1 e 002 na parcela da tabela Perímetro_2.

O terceiro campo é o “lado”. O mesmo tem duas opções: “Interno” e “externo”.

Este campo é muito importante, pois em propriedades como a do exemplo 1 acima com apenas 1 parcela ou como as do exemplo 2 que possui 2 parcelas divididas por uma estrada, ambas as parcelas serão do lado do tipo externo.

 Quando utilizar o lado interno

O lado do tipo interno deve ser utilizado somente em situações como as dos exemplos 3 e 4 onde que as parcelas possuem um vazio ou uma parcela encravada. Veja a imagem abaixo, característica deste tipo de propriedade.

lado interno de tabela de perímetro da planilha ods

Quando a parcela possuir um vazio ou uma propriedade de terceiro encravada, para ambas as planilhas, do lado externo e do lado interno você deve deixar o primeiro campo, denominação com o mesmo nome, mudando apenas o segundo e o terceiro campos onde que na primeira planilha você informará que trata-se do lado externo e na outra que trata-se do lado interno.

Assim você terá, por exemplo, para uma propriedade chamada sítio da esperança a parcela 1 contendo os dados do lado externo.

exemplo de preenchimento de lado externo da planilha ods

E além  disso terá a parcela 002 contendo os dados do lado interno.

exemplo de preenchimento de lado interno da planilha ods

A quarta parte da aba Perímetro é a referente ao sistema de referência. Os dados devem estar em coordenadas SIRGAS 2000. Lembrando que você pode inserir coordenadas Geográficas ou coordenadas UTM.

Se você cuidar a imagem acima verificará que na opção tipo de coordenada você pode escolher Geográfica ou UTM.

Quando escolhe-se a opção UTM os campos referentes a definição do Meridiano Central e do hemisfério são ativados para que se informe os mesmos.

Lembrando que você precisa ter certeza que definiu o tipo de coordenada da maneira certa porque do contrário você terá problemas ao importar os dados para o SIGEF.

Preenchimento das informações do levantamento

Uma vez que você informou estes dados corretamente chegamos nas informação dos dados do levantamento propriamente dito.

planilha ods - informações do levantamento

O primeiro campo é o “vértice”.  Este campo precisa estar preenchido da maneira correta. Veja abaixo um exemplos de tipos de vértices.

XPZT-M-2985

XYZT-P-123

XTEY-V-658078427

Lembrando que o primeiro vértice de cada um dos tipos sempre será o número 001 sendo que você deve obter os mesmos em ordem crescente.

O primeiro dado (XPZT) é o código do profissional, o segundo o tipo de vértice, M, P ou V e o terceiro o número do vértice.

Os próximos campos são referentes as coordenadas e seus respectivos sigmas (Desvios padrões). Assim temos os campos E, N e H.

planilha ods - campos E, N e H

Veja exemplos de como preencher as coordenadas e os sigmas:

coordenadas e sigmas

Como inserir coordenadas Geográficas:

sigmas

Como os sigmas devem ser inseridos:

Sigma long.: 0,18

Preenchimento dos campos método de posicionamento e tipo de limite

O oitavo campo da planilha ods é o “método de posicionamento”. Para o preenchimento do mesmo você precisará basear-se na tabela abaixo tirada do Manual Técnico de Limites e Confrontações:

campo método de posicionamento

O nono campo é o “tipo de limite”. Para o preenchimento do mesmo você também precisa se basear em uma tabela existente no Manual Técnico de Limites e Confrontações. Segue um print da mesma:

quadro tipos de limites

A partir de agora começaremos a ver os dados referentes aos confrontantes.

O décimo campo é o “CNS”. Cadastro nacional de Serventia. Lembrando que eu já falei a respeito deste campo quando mostrei para você o preenchimento da primeira planilha, a identificação.

CNS nada mais é do que o código do Cartório no qual o imóvel está registrado. Como estamos informando os dados dos confrontantes será o código do cartório no qual a matricula da área confrontante está registrada.

Não se preocupe se você tiver que informar o código de diferentes cartórios pois isso é normal, apenas informe de maneira correta o código do cartório no qual o imóvel confrontante foi registrado.

O décimo primeiro campo é o “Matricula”. Neste campo você deve colocar o número da matricula no qual o imóvel confrontante está registrado.

PS: Uma situação bem comum é o confrontante ir adquirindo áreas com o decorrer dos anos e não unir as mesmas em uma única matricula. Desta maneira é comum a existência de áreas confrontantes pertencentes a um mesmo proprietário porém com várias matriculas.

O último campo, “Descritivo” corresponde ao nome do confrontante. Nos casos em que o confrontante for uma empresa você deve informar o nome da empresa.

Veja na imagem abaixo um exemplo de planilha ods preenchida:

exemplo de planilha ods preenchida

Parte 5 – Validação da planilha

Uma vez que a planilha ods esteja preenchida você precisará validar a mesma através da extensão do SIGEF. Esta etapa é muito importante, pois caso exista algum erro grosseiro você descobrirá o mesmo.

o processo de validação identifica até mesmo pontos com sigmas acima do aceito pela legislação.

Para fazer a validação da planilha ods clique em “sigef“, “validação” que será aberto um menu flutuante mostrando se existem erros e caso existam aonde que os mesmos estão.

validação da planilha ods

Utilização de softwares em processos de Georreferenciamento

Você não precisa necessariamente de um software para a produção da planilha ods. pois caso deseje, nada impede você de preencher a mesma no braço.

A utilização de um software especifico de Georreferenciamento irá gerar automaticamente a planilha ods preenchida,  porem mesmo em um software especifico você terá que informar todos os dados necessários manualmente. por causa disso o tempo de preenchimento é praticamente o mesmo do que o para o preenchimento manual da planilha.

A grande vantagem da utilização de softwares está no fato de que muitos processos de Georreferenciamento possuem uma grande quantidade de pontos, principalmente do tipo p. Com isso você corre o risco de sem querer, preencher algum campo de maneira errada ao puxar manualmente os dados obtidos a partir do relatório gerado pelo software de ajustamento.

Espero que você tenha gostado deste guia e gostaria de pedir para você compartilhar o mesmo com seus amigos, pois eu tive um trabalho enorme para conseguir produzir um guia tão completo como este.

E finalmente, se você quer parar de perder tempo tentando obter os conhecimentos que precisa na tentativa e no erro pegando um atalho e aprendendo  através de cursos 100% baseados no dia a dia dos escritórios da área… Basta acessar este link agora e conhecer os treinamentos que possuo.

São treinamentos que possibilitarão que você passe diretamente para a prática prestando serviços com grande velocidade e com segurança. Então, acesse aqui agora mesmo.

Ah… Não se esqueça de deixar um comentário aqui embaixo. Combinado?

About The Author

Adenilson Giovanini

Especialista em Geotecnologias, Topografia Cadastral e Georreferenciamento de Imóveis Rurais.

  • Haroldo Júnior

    Ótimo.

  • amanda

    Oi gostaria de saber se no SIGEF se a propriedade é cortada por uma estrada municipal, que divide essa propriedade em 4 parcelas, eu tenho que colocar esse perímetro da rua como se fosse uma área encravada/vazio.

    • adenilson Giovanini

      Olá amanda. Cada uma das parcelas terá que ter a sua própria matricula.