Topodata INPE, você acabou de encontrar um artigo definitivo a respeito desta fabulosa ferramenta.

Com a leitura do mesmo você aprenderá:

  • O que é o projeto topodata INPE;
  • Quais as tecnologias utilizadas no desenvolvimento da interface webGIS;
  • Quais os dados disponibilizados no projeto;
  • Como baixar os mesmos e;
  • Arquivos extras sobre o projeto.

Prossiga a leitura com máxima atenção.

 

O que é o projeto topodata INPE

topodata INPE dados

O projeto topodata INPE, do Instituto de Pesquisas Espaciais (INPE) teve como objetivo facilitar o download de dados SRTM e o acesso a dados altimétricos do território brasileiro.

O mesmo utilizou dados oriundos da missão SRTM, os quais foram disponibilizados pelo USGS na rede mundial de computadores.

A partir destes dados, os especialistas do INPE produziram uma série de produtos que abrangem o território brasileiro. Produtos estes que qualquer pessoa consegue baixar.

A este respeito, o INPE, na página oficial do projeto topodata INPE, informa que:

O projeto topodata INPE oferece o Modelo Digital de Elevação (MDE) e suas derivações locais básicas em cobertura nacional, ora elaborados a partir dos dados SRTM disponibilizados pelo USGS na rede mundial de computadores.

Desde que o topodata INPE foi lançado pela primeira vez, em agosto de 2008, o processamento dos dados foi sucessivamente inspecionado e revisado, com vistas a aprimoramentos e correções.

Com isso, o projeto topodata INPE estimulou a utilização destas informações, as quais podem ser aplicadas as mais variadas áreas.

Como exemplos temos:

  • Área florestal;
  • Agricultura e;
  • Analises ambientais.

Um dos grandes legados do projeto topodata INPE é a série de cartas topográficas referentes ao território nacional.

 

Tecnologias utilizadas no desenvolvimento da interface webGIS

As tecnologias utilizadas no desenvolvimento da plataforma WebGIS do projeto topodata INPE foram:

 

Dados disponibilizados no projeto topodata INPE

De acordo com o INPE, os dados foram disponibilizados em formatos correspondentes às etapas de processamento dos dados SRTM. Sendo as mesmas:

  • Preenchimento de falhas;
  • Refinamento;
  • Derivação e pós-processamento.

O fluxograma abaixo oriundo do site oficial do projeto possui o conjunto de arquivos do mesmo:

arquivos do projeto topodata INPE

Na imagem abaixo você pode ver um Print Screem da interface online com os dados disponibilizados.

Caso deseje entender melhor o processo, leia o conteúdo desta página do projeto.

 

Como baixar dados do projeto topodata INPE

Para baixar dados do projeto topodata INPE é só você acessar a plataforma online do mesmo através deste link.

Na mesma, os dados estão estruturados em quadrículas compatíveis com a articulação 1:250.000, da carta do Brasil ao Milionésimo. Ou seja, em folhas de 1º de latitude por 1,5º de longitude.

Uma vez na plataforma é só você navegar até a quadricula na qual a área de interesse está localizada e clicar na mesma.

Ao fazer isso, um Popup se abrirá. No mesmo existem os links de acesso aos diferentes dados disponibilizados.

 

É só você clicar no dado de interesse e baixar o mesmo.

Ao clicar sobre o link correspondente a determinado tipo de dado, um novo popup se abrirá solicitando o destino do download.

Após selecionar a pasta de destino, os dados serão baixados em arquivo ZIP. Para extrair os dados é só utilizar o WinRAR ou algum outro software do tipo.

Os dados estão no formato GeoTiff. Ou seja, uma imagem TIF com metadados que indicam o georreferenciamento da mesma.

Com isso, ao importar o arquivo para um software de georreferenciamento, o mesmo automaticamente assumirá a posição na qual foi georreferenciada.

 

Como gerar altitude, declividade e curvas de nível no QGIS

Na aula do vídeo abaixo, a Paula mostra como baixar uma imagem SRTM do topodata e gerar altitude, declividade e curvas de nível no QGIS.

O aúdio do vídeo é um pouco baixo, porém o conteúdo é genial. A Paula está de parabéns pelo ótimo conteúdo.

 

Aprenda mais a respeito do projeto Topodata INPE

topodata INPE projeto

Caso você deseje aprender mais a respeito do projeto topodata INPE, na página oficial do mesmo existe toda uma série de informações.

Também existem os links de acesso a guia de utilização do aplicativo de Sistema de Informação Geográfica online e ao arquivo com a metodologia utilizada para o processamento dos dados SRTM.

Neste link você pode acessar diferentes informações e documentos.

Lembrando que eu também possuo uma série de cursos práticos e de livros.

Se você quer mergulhar fundo e aprender a prestar serviços com grande velocidade e com segurança, acesse este link e conheça os mesmos.

Um dos treinamento avançados que possuo é o treinamento ArcGIS Expert.

 

O mesmo possui um módulo no qual abordo o tratamento de imagens de satélite e a elaboração de produtos diversos a partir de imagens SRTM.

Entre outras coisas, você aprenderá:

  • A fazer a correção dos dados;
  • A reprojetar as bandas da imagem;
  • Composição de bandas;
  • Visualização dos dados em 3D no Arcscene;
  • Visualizando os dados no Arcglobe;
  • Produção de imagens NDVI;
  • Instalação e utilização do Xtools;
  • Mosaicagem de imagens;
  • Exportação dos dados para o excel.

Para conhecer melhor o curso e os 11 bônus disponibilizados juntamente com o mesmo é só acessar este link.

Espero que o artigo tenha sido útil e relevante para você. Gratidão por você ter lido o mesmo. 🙏

 

 

 

livros professor Adenilson


Adenilson Giovanini
Adenilson Giovanini

O Professor Adenilson Giovanini é especialista em Topografia Cadastral e Georreferenciamento de Imóveis Rurais. Possui mais de 710 artigos em seu blog e mais de 460 vídeos em seu canal no youtube. Também é o autor do livro Topografia Cadastral e Georreferenciamento de Imóveis Rurais na Prática, que desde que foi lançado é o livro mais vendido do pais sobre o assunto.