Formato shapefile: o que é e para que serve?

Publicado por Adenilson Giovanini em

O formato shapefile é o formato de dados utilizado pelas diferentes bases de dados geoespaciais e vetoriais em sistemas de informações geográficas (SIGs).

O mesmo foi desenvolvido e é regulado pela empresa Esri e, apesar de ser proprietário é considerado um formato aberto.

Devido a esta característica, o formato shapefile é considerado praticamente um formato universal, sendo o formato utilizado por diversos aplicativos de geoprocessamento.

Na realidade, com o advento dos sistemas gerenciadores de banco de dados, o mesmo se tornou defasado.

Porém, mesmo deixando a desejar em vários aspectos, devido a facilidade de aprendizado e utilização, quando comparado a sistemas gerenciadores de banco de dados, como, por exemplo, o Oracle Spatial e o PostgreSQL, o formato shapefile é o queridinho dos profissionais de geotecnologias.

O mesmo é o formato atualmente utilizado pela grande maioria dos profissionais de geotecnologias.

 

Que informações o formato shapefile comporta

informações do formato shapefile

 

O shapefile pode descreve espacialmente qualidades de vetores através da utilização das primitivas gráficas ponto, linha e polígono, sendo que cada item normalmente possui atributos que o descrevem no arquivo DBF que é o banco de dados do shapefile.

Na realidade, diferentemente da maioria dos formatos de arquivo, o formato shapefile é formado por uma coleção de arquivos, os quais possuem o mesmo nome e terminações diferentes, sendo armazenados no mesmo diretório.

Dentre estes arquivos, existem três que todo shapefile deve ter para seu coreto funcionamento. São eles:

.shp — formato shapefile: O mesmo é o arquivo shapefile propriamente dito, porém, se distribuído separadamente não será capaz de exibir os dados armazenados. Sua distribuição deve ser feita juntamente com outros dois arquivos.

.shx — formato índice de shapefile: tratasse de um índice com as características das geometrias. Este arquivo possibilita buscas mais rápidas.

.dbf — formato de atributos: este arquivo é como que se fosse o banco de dados do shapefile, possuindo os diferentes atributos das feições.

Em cada um destes arquivos, cada informação corresponde aos outros em sequência (o primeiro registro no arquivo .shp corresponde ao primeiro registro nos arquivos .shx e .dbf, e assim por diante).

Além destes 3 arquivos obrigatórios, um shapefile pode possuir alguns arquivos opcionais, que podem ser incluídos a um shapefile, porém não são obrigatórios.

Ou seja, dependendo das características do arquivo, ao gerar-se o mesmo, caso seja necessário, o software de geoprocessamento automaticamente gerar-se estes arquivos opcionais.

Entre os mesmos estão:

  • .prj (sistema de coordenadas e informações de projeção em um formato de texto bem conhecido ou WKT);
  • .idx (arquivo de indexação do AutoCAD, o mesmo formato de arquivo é utilizado por ESRI);
  • .sbn e .sbx (índice espacial);
  • .shp.xml (metadados geoespaciais no formato XML) e;
  • .cpg (código de arquivos de página).

 

Descrição Técnica do Formato Shapefiledescrição técnica shapefile

A ESRi produziu um tutorial com 34 páginas contendo a descrição técnica do formato shapefile. Para acessar o mesmo é só clicar neste link.

Dica de amigo: Diferentemente da maioria dos formatos de arquivo, o formato shapefile possui natureza binária. Ou seja, não é viável gerar-se arquivos shapefile manualmente.

Normalmente, esses arquivos são gerados a partir da manipulação de dados nos diferentes softwares de geoprocessamento.

É isso por este artigo. Lembrando que eu também possuo uma série de cursos práticos e de livros.

Se você quer MERGULHAR FUNDO e aprender a prestar serviços com grande velocidade e com segurança, acesse este link e conheça os mesmos.

Um dos treinamento avançados que possuo é o Curso de ArcGIS, treinamento ArcGIS Expert.

 

Com o mesmo você se tornará INDEPENDENTE na produção de mapas e na realização de operações de geoprocessamento.

Para conhecer melhor o curso e os 11 bônus disponibilizados juntamente com o mesmo é só acessar este link.

Gratidão por você ter lido o artigo. 🙏

 

Domine a Topografia Cadastral através de um livro formado por centenas de exemplos práticos

livro georreferenciamento

Você quer dominar a Topografia Cadastral?

Então eu tenho uma ótima noticia para você. Me refiro ao livro Topografia Cadastral e Georreferenciamento de Imóveis Rurais na Prática.

O mesmo é dividido em 10 capítulos recheados com muitos estudos de caso e exemplos práticos.

Para conhecer melhor a estrutura do livro, juntar-se a mais de 800 profissionais e adquirir sua cópia é só clicar no botão abaixo:

 

 

 

livros professor Adenilson

Categorias: ArcGIS

Adenilson Giovanini

O Professor Adenilson Giovanini é especialista em Topografia Cadastral e Georreferenciamento de Imóveis Rurais. Possui mais de 830 artigos em seu blog e mais de 460 vídeos em seu canal no youtube. Também é o autor do livro Topografia Cadastral e Georreferenciamento de Imóveis Rurais na Prática, que desde que foi lançado é o livro mais vendido do pais sobre o assunto.

121 Planilhas, templates, Lisps e Modelos de Peças Técnicas Que Todo Agrimensor Deveria Ter!

Baixe-os agora, Aumente Sua Produtividade e Melhores a Qualidade das Plantas Que Você Produz!

Cursos e Livros Práticos

Domine a Topografia e as Geotecnologias

>> Quero Conhecer os Cursos e Livros <<