Descubra qual é a diferença entre Levantamento Georreferenciado e Georreferenciamento de imóveis rurais

levantamento georreferenciado
0 Flares Facebook 0 Google+ 0 LinkedIn 0 0 Flares ×

Uma dúvida comum entre os profissionais que estão entrando na área de geotecnologias é quanto a diferença entre levantamento Georreferenciado e Georreferenciamento de imóveis rurais.

Por causa disso eu decidi produzir este artigo solucionando de vez esta dúvida. 

 

Levantamento georreferenciado

levantamento de dados com garmin

 

Todo levantamento realizado com a utilização de receptores GNSS pouco importa se é um garmim ou um receptor L1/L2 pode ser considerado um levantamento Georreferenciado. Isso porque o ponto estará mapeado sobre determinado datum de certa forma que, caso deseje qualquer pessoa conseguirá posteriormente com o uso de um receptor chegar até o mesmo.

 

Levantamento Georreferenciado versus Georreferenciamento de imóveis rurais

A diferença de um levantamento Georreferenciado para um processo de Georreferenciamento de Imóveis Rurais é que um Georreferenciamento de Imóveis Rurais precisa respeitar determinadas acurácias estabelecidas pela legislação vigente. Normalmente 50 cm para pontos do tipo M.

Perceba que se você pegar um GPS de navegação, popularmente chamados de Garmin e fazer um levantamento de dados com o mesmo você estará realizando um levantamento Georreferenciado porem estes dados possuem uma acurácia de aproximadamente 3 metros, ou seja, não se adequam as exigências de um processo de Georreferenciamento de Imóveis Rurais para um ponto do tipo M.

A mesma coisa acontece com dados obtidos a partir do Google Earth. O Google Earth nada mais e do que um conjunto de imagens de satélite que não foram ortorretificadas. Isso acrescentado ao fator resolução espacial faz com que a acurácia dos dados obtidos sobre o google Earth não obedeçam as especificações da legislação.

O mesmo acontece com os receptores código C/A que devido a acurácia dos dados podem ser utilizados somente em pontos do tipo V. 

Na realidade eu não utilizo e não aconselho a utilização de receptores código C/A em pontos do tipo V. Isso porque normalmente já estamos a campo com um receptor que obtém os dados com uma acurácia muito melhor, então porque obter os dados com uma acurácia pior e correr o risco de haver sobreposição com os dados do imóvel confrontante.

 

 

 

 

About The Author

Adenilson Giovanini

Especialista em Geotecnologias, Topografia Cadastral e Georreferenciamento de Imóveis Rurais.